Av. José Wilker Ator, 605

Sala 826 - Barra da Tijuca

21 3081-5603

Atendimento ao cliente

Seg - Sex: 9h às 18h

Horário de atendimento

Como avaliar a qualidade da água da piscina em condomínios

Muitos condomínios possuem piscinas entre as opções de lazer para os moradores. Elas geralmente são frequentadas por muitas pessoas, sendo assim, é importante dedicar muita atenção à qualidade da água.

Este não deve ser um cuidado exclusivo da empresa de manutenção da piscina – caso o condomínio tenha contratado este serviço – e sim, de todos os que a frequentam.

Mas você, morador ou síndico, sabe como avaliar a qualidade da água da piscina do seu condomínio? Se a resposta for “não”, não se preocupe. Preparamos uma lista com 5 sinais de que a água da piscina não está nos padrões de qualidade necessários para garantir a sua segurança e daqueles que você ama.

Confira!

1. A água está com aspecto leitoso, esbranquiçado ou opaco

Este é um dos sinais mais fáceis de serem identificados, no entanto, muitas pessoas o assimilam ao próprio tratamento da água, achando que esta coloração ocorre devido a algum produto colocado na piscina. De fato, isso pode acontecer, no entanto, caso não tenha sido comunicada nenhuma manutenção na piscina, é importante estar alerta!

Quando a água da piscina fica com este aspecto leitoso, com uma tonalidade esbranquiçada ou opaca, pode indicar problemas na filtração, falta de cloro e ou PH da água.

Além disso, a presença excessiva de materiais orgânicos como cabelo, suor, urina e insetos também podem ocasionar esta coloração.

2. A água está com cheiro muito forte de cloro

Por mais controverso que pareça, quando se sente um cheiro muito forte de cloro na água da piscina é um indicativo da ausência deste produto.

Isso ocorre devido a uma substância chamada cloramina, que surge a partir da exposição prolongada do cloro com as impurezas da água. Piscinas com alta frequência sem tratamento adequado estão sujeitas ao surgimento das cloraminas.

3. Há espuma ou bolhas na água

A presença de espumas ou bolhas pode surgir por diversos fatores

 – Presença de matéria orgânica em excesso;

– Baixos níveis de cloro livre;

– Oleosidade na água;

-Produtos químicos em excesso.

Independentemente do que esteja causando esse problema, é importante identificar sua origem para revertê-lo.

A presença de bolhas ou espuma dá a impressão de água suja.

4. A água da piscina não decanta

A decantação é o processo pelo qual as partículas de sujeira são retiradas da água. Quando isso não ocorre corretamente, a água fica esverdeada, o que indica a presença de algas. As algas realizam a fotossíntese, neste processo liberam oxigênio e interrompem a floculação.

Nessa situação, é urgente a manutenção e a limpeza.

5. As paredes da piscina estão manchadas

Com o tempo, é normal que a estrutura da piscina apresente alguns sinais de desgaste. Mas, de modo especial, é importante estar atendo às manchas esbranquiçadas, pois elas indicam que há um descontrole na dureza cálcica da água

O Hipoclorito de cálcio é o responsável pela desinfecção da água e quando está em quantidades desproporcionais – para mais ou para menos – a qualidade da água é afetada.

É muito importante estarmos atentos a todos estes sinais, pois a má qualidade da água pode trazer sérios problemas à saúde. Assim, caso perceba qualquer um deles, solicite imediatamente a manutenção da piscina.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

posts recentes

Profissional limpando piscina

5 Dicas para manter sua piscina limpa

5 Dicas para manter sua piscina limpa
1. Cuide da área externa
2. Limpe regularmente a área interna
3. Limpe as bordas e paredes da piscina com frequência
4. Mantenha o tratamento químico em dia
5. Esteja em dia com as revisões do motor

LEIA MAIS

Receba novidades

Open chat